Creative Commons License
"O Mundo Mágico de Horseman" by HorseMan®.

Veja no MUNDO MÁGICO DE HORSEMAN (Headlines) :

Hoje é...

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Exemplos que (infelizmente) nunca seguiremos

O Egito foi manchete por vários dias na mídia mundial, tudo por conta dos tumultos gerados pela população que, furiosa, gritava pela saída do seu presidente. As pessoas se mobilizaram, fizeram vigília, saíram no pau com a polícia, levaram na cara jatos d'água, gás lacrimogênio, spray de pimenta, quebraram tudo e só não colocaram fogo no país inteiro porque o tal presidente safado não aguentou a pressão e escafedeu-se. E não houve um único egípcio sequer que arredasse o pé da confusão antes que o tal emergúmeno não renunciasse.

Isso, meus caros "formadores de opinião" e "ativistas políticos", chama-se PODER POPULAR. Convém explicar para que se possa entender, porque dentro das cabeças ocas de vocês, intelectuaizinhos de faculdade e "socialistas" de plantão, ainda vive a idéia imbecil de que se mobilizar é pintar a cara e sair gritando "fora Collor" pela rua.

Um povo consciente dos seus DIREITOS e DEVERES, que LEVA À SÉRIO seu dever de votar, de escolher seus dirigentes, também sabe que a democracia às vezes - e infelizmente - tem de ser mantida na base da porrada. Um povo consciente dos poderes que a democracia lhe provém não se deixa ser explorado, vilipendiado, ridicularizado, roubado, nem muito menos tolera ser feito de palhaço. Um povo consciente do real valor que a LIBERDADE lhe concede sabe quando deve colocar o bem comum, o sentimento de irmandade e de coletividade acima dos próprios medos e interesses pessoais e ir à LUTA se preciso for para mantê-los.

É uma dura lição a ser aprendida; Dura, longa e árdua porque requer a demolição de certos conceitos quatrocentões, retrógrados e inúteis que de tão arraigados que estão dentro das cabeças acabaram fazendo parte da "cultura" do povo. Talvez então, se algum dia conseguirmos cultivar tais hábitos, o Brasil também acabe como manchete ao redor do mundo, não por causa de bunda, carnaval ou festa de recepção para jogador de futebol, mas sim por dar exemplo de cidadania.

Assim, como os irmãos egípcios fizeram.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails